ler Aquilino Ribeiro

"Mas, em qualquer altura, alguém que tenha a inclinação solitária, ou atenta, ou simplesmente erudita, abrirá um livro de Aquilino (…) e amará o seu verbo.» A.Bessa-Luís

Tag Archives: porco

História de Joli, cão francês, que boa caçada fez

jolicao_1989_77«A segunda criatura que topou foi um porco. Um porco que não merecia o nome de leitão, pois dava ares de nunca ter chupado na teta da mãe, e nunca seria cevado o pobre, a avaliar pela magreira que o afligia. Estava debaixo duma grande carvalha, arando a terra com o focinho, na esperança de descobrir qualquer bolotinha, visto que pérolas dera-as Deus. Coitado, tão héctico, tão chupado das carochas, metia dó. Mas a glande, a verde substancial glande, não caía, segura ainda aos ramos por um pedúnculo viçoso. E já que o veterinário lhe aconselhara extracto heróico de bolota, que a sua dona não lhe podia dar, visto não possuir carvalhos nem azinheiras, não se cansava de esperar que um vento repontão obrigasse aquelas árvores soberbas à obra de misericórdia. Lavrando, riscando o terreiro com a tromba infatigável, grunhia:
-Nem lande, nem grão, valha-me Santo Antão!
-Béu-béu-béu! Béu-béu! … Béu! – soltou Joli.
O bácoro na estica não gostou que o cachorro o viesse perturbar no trabalhinho, mas perante tanta insistência disse:
-Tiraram-te o chapéu? .. Coitado, pede ao bispo o solidéu.
-Béu-béu-béu!
-Teu pai era judeu? Pois que te preste. O meu não sei. Hum! hum! hum! – e voltou a grunhir e a procurar no chão as bolotas fortificantes. (…)» (AN, 1989, pp. 77,78)

Anúncios
%d bloggers like this: